escrito em

0 Comments

Autor: Kelly Masters

Kelly Masters é gerente sênior de marketing de produto da plataforma VMware Workspace ONE e trabalha com parceiros e clientes em todo o mundo para impulsionar a transformação digital. Kelly é fascinada por tecnologia, todos os tipos de arte e viagens. Quando não está trabalhando, Kelly provavelmente está tocando piano, escrevendo ou viajando por São Francisco.

 

Diante dos eventos atuais, muitas organizações estão sentindo os efeitos da imprevisibilidade da vida. Como muitas organizações estão cancelando eventos e reuniões presencias e exigindo políticas de “home office” temporário, as empresas estão percebendo até que ponto estão preparadas para enfrentar eventos inesperados. No terceiro blog de nossasérie de continuidade de negócios, abordamos como o Workspace ONE pode proporcionar comunicações essenciais.

 

No próximo blog de nossa série, entrevistei Charles Barratt, gerente sênior de atividades de espaço de trabalho digital na região EMEA. Charles trabalhou basicamente em casa durante toda a sua carreira e, por isso, atingiu o “nível de especialista” em trabalho remoto. Ele concordou em estar comigo (remotamente) e compartilhar algumas práticas recomendadas sobre o tempo gasto fora do escritório, seja temporário ou de longo prazo. Confira:

 

Kelly: Fale um pouco sobre você. Por que você é especialista em trabalho remoto e o que isso significa para você?

Charles: Durante a maior parte da minha carreira, fui considerado um trabalhador de campo/remoto/residencial/flexível/nômade* (*você decide). Isso me proporcionou algumas experiências ruins e outras maravilhosas. A tecnologia sempre esteve presente para permitir que as pessoas trabalhem remotamente, mas trabalhar remotamente não é o mesmo que “Remote-First”, que leva em consideração a cultura, o bem-estar e a tecnologia.

 

Kelly: Interessante! Então, como você define o modelo “Remote-First”?

Charles: Como uma cultura que está entrelaçada no DNA de uma organização em que a localização física não é importante para fazer negócios e manter a cultura e a ética de uma organização. A cultura “Remote-First” garante que todos os funcionários, quer estejam trabalhando remotamente ou em um escritório, tenham o mesmo nível de experiência, e não estou falando apenas de tecnologias ou ferramentas. É uma questão de tratar os funcionários remotos como você gostaria de ser tratado, e não como cidadãos de segunda classe.

 

Kelly: Por que devemos pensar em “Remote-First” agora?

Charles: O quadro clínico atual não é um bom presságio para a colaboração presencial e isso está impactando pessoas e empresas em todo o mundo. Está fazendo as organizações repensarem onde o trabalho é feito e, no meu mundo simplista, Sempre acreditei que o trabalho é uma atividade, e não um local. No entanto, isso está longe da realidade de muitas organizações.

 

Kelly: Concordo plenamente. Por que você acha que esse é o caso da maioria das organizações?

Charles: Muitas vezes, o trabalho remoto é visto como um luxo. É considerado como algo que precisa lhe trazer benefícios, mas se você não conseguir realizá-lo, a culpa será do RH. Consegui recomendar, implementar e utilizar arquiteturas técnicas para fazê-lo funcionar, mas o único fator que muitas vezes é esquecido é o aspecto humano do trabalho remoto.

 

Kelly: Sim, a tecnologia é importante, mas manter a ética é ainda mais importante. Você é um especialista em trabalho remoto. Sugira algumas dicas e práticas recomendadas para os “novos trabalhadores remotos” ou as equipes que estão mudando sua metodologia de trabalho.

Charles: Compilei na lista a seguir algumas das melhores experiências que fiz com o trabalho “Remote-First”. Não é uma lista completa, mas funcionou bem para mim e minhas equipes. Espero que ajude se você estiver trabalhando remotamente:

  1. vHappyHour: semanalmente ou quinzenalmente, organize uma reunião de equipe em que todos os membros liguem o vídeo, escolham sua bebida preferida e conversem por 30 ou 60 minutos sobre um assunto não relacionado ao trabalho; conheça seus colegas.
  2. Escritório em casa: escolha um local em sua casa que corresponda à sua maneira de trabalhar. Tenho quatro filhos e isso contribui para alguns ruídos de fundo interessantes! Lembre-se de que seu escritório em casa é, antes de tudo, uma CASA.
  3. Um lugar exclusivamente para trabalhar: independentemente do dispositivo ou local, você deve ter apenas um local em casa para acessar com segurança todo o seu conteúdo digital.
  4. Vídeo por padrão: se você estiver fazendo uma chamada remota, ligue o vídeo. Esse recurso não apenas envolve as pessoas, mas também fornece garantias sobre como as pessoas estão lidando com o isolamento.
  5. Conteúdo acessível à equipe: se você estiver realizando reuniões no escritório, sempre compartilhe seus whiteboards, flipcharts ou anotações em um repositório central para que outras pessoas não se sintam deixadas de fora; tire uma foto.
  6. Whiteboards digitais: quando houver colegas remotos participando de chamadas, não use um whiteboard físico. Assuma o mundo digital.
  7. Planeje um tempo para estarem juntos: está tudo indo muito com o trabalho remoto, mas as pessoas precisam de interação física. Organize um encontro com a equipe pelo menos uma vez por trimestre.
  8. Obtenha colaboração em tempo real: não preciso citar mais nada além do Office 365 ou do Google Apps; você já tem uma ideia.
  9. Faça pausas a cada 90 minutos: é importante se desconectar e esticar as pernas.
  10. Converse com alguém, qualquer pessoa (não apenas consigo mesmo): se você não tiver nenhuma reunião de trabalho naquele dia, ligue para alguém ou vá ao shopping. É importante interagir com as pessoas.
  11. Baseado em resultados: lembre-se de que, se você estiver trabalhando em um projeto baseado em resultados, use suas horas com sabedoria. Geralmente, não é necessário trabalhar 9 horas nos 5 dias úteis da semana. Você pode organizar seu horário de várias maneiras, desde que realize o trabalho.
 

Kelly: Nesta semana, muitos trabalhadores estarão trabalhando remotamente pela primeira vez. O que fazer se nossa casa não estiver preparada para ser um escritório?

Charles: Lembre-se de que disse que seu escritório em casa é, antes de mais nada, uma casa. Bem, não se preocupe se você tem filhos em casa e está em uma chamada de trabalho. Tive o Buzz Lightyear, o Woody e todos os tipos de ruídos aleatórios ao fundo. Meu conselho aqui é ser sincero no início da chamada e dizer às pessoas que elas podem ouvir alguns ruídos de fundo. Isso nunca foi problema para mim e (pode confiar) uma ou duas frases do Buzz Lightyear são ótimos para quebrar o gelo!

 

Kelly: Ah! Já estou ansiosa pelo dia em que o Buzz Lightyear participará de uma das minhas chamadas. Muito bem então! Qual é a principal conclusão que os leitores devem tirar deste blog?

Charles: Considero-me uma pessoa de sorte na função que desempenho e sou capaz de trabalhar em qualquer local. O VMware Workspace ONE, nossas tecnologias de colaboração e a cultura/mentalidade da VMware me possibilitaram isso. Minha crença pessoal é que, se desenvolvermos uma cultura e arquitetura “remote-first”, questões como condições climáticas extremas, pandemias globais e incidentes causados pelo homem não impactarão os negócios no futuro. Será um negócio usual.

 

Kelly: Obrigada, Charles!

 

Novidades

Nas próximas semanas, lançaremos uma série de postagens e recursos sobre continuidade de negócios todos os dias. Fique atento à hashtag #continuidadedenegócios. Também hospedaremos um webinar sobre continuidade de negócios com perguntas e respostas ao vivo na terça-feira, 17 de março, às 11h (Horário do Pacífico). Inscreva-se hoje mesmo!

 

Preparação e resposta à pandemia: como organizar rapidamente uma força de trabalho remota eficaz

A exigência de que as empresas ofereçam suporte a estilos de trabalho flexíveis aumentou drasticamente diante dos eventos recentes. Organizações em todo o mundo estão se preparando ou já estão aplicando políticas de trabalho remoto, mas isso não significa o fim da produtividade. A VMware ocupa uma posição única no mercado para ajudar as equipes de RH e TI a habilitar e respaldar uma força de trabalho remota. Neste webinar, ouça as práticas recomendadas para criar e oferecer suporte a estratégias “remote-first”, dimensionar ambientes VDI, estender políticas de segurança além do firewall e muito mais.

INSCREVA-SE AGORA: https://www.vmware.com/br/learn/465032_REG.html

 

Leia os outros artigos relacionados: