Uncategorized

VMware Horizon View: desktops virtuais com elementos gráficos 3D muito mais simples

Por Mike Rose, engenheiro de sistemas da VMware

Quando se trata de fornecer recursos para a força de trabalho, ouço frequentemente meus clientes dizer que nem todos os usuários têm as mesmas necessidades. Alguns exigem mais recursos do que outros para executar suas tarefas de maneira mais adequada. Um desses recursos pode ser a necessidade de elementos gráficos mais avançados. Embora a maioria dos usuários seja o típico usuário de escritório que não exige nenhum elemento gráfico especial, alguns usuários necessitam de elementos gráficos avançados. Esses usuários normalmente têm a necessidade de algum tipo de renderização de vídeo 3D.

A execução de desktops virtuais oferece inúmeros benefícios que incluem economia pelo fato de não ser necessária a atualização constante de desktops obsoletos, implantação de uma solução thin client mais econômica e fácil de gerenciar, garantia para a empresa de que os dados estão consolidados e protegidos no data center ou simplesmente flexibilidade aos usuários para que possam acessar seus desktops de qualquer lugar no mundo. Esses são todos os excelentes benefícios que a maioria das empresas pode aproveitar, embora ainda veja algumas delas abrindo mão desses mesmos benefícios devido à necessidade de elementos gráficos de alta qualidade.

Grandes avanços para usuários de elementos gráficos de alta qualidade

A VMware fez grandes avanços em relação a isso e, com o lançamento do VMware Horizon View 5.2 em 2013, a empresa adicionou capacidade de compartilhamento de adaptadores gráficos entre seus usuários.

Existem várias opções que podem ser escolhidas durante o design de sua solução: Soft 3D, vDGA e vSGA. A VMware fornece suporte a várias placas de vídeo instaladas em um servidor para que você possa maximizar a quantidade de usuários virtuais por servidor se escolher uma das duas últimas opções: vDGA ou vSGA. Em todos os casos em que haja a necessidade de uma placa real, é importante saber que a VMware se uniu à NVIDIA para ajudar a fornecer uma solução, e as seguintes placas são as únicas aceitas para essa solução específica (a partir de hoje, o Horizon View 5.2 é a versão mais recente. Outros fornecedores e placas poderão ser adicionados posteriormente.)

VMware View High End Graphics Users

Soft 3D — sem placa gráfica

O suporte básico da VMware ao Soft 3D não exige uma placa de vídeo, mas usa software e memória do sistema para a renderização 3D. A maioria dos usuários de escritório típicos se verá beneficiada com esse modelo, pois não há a necessidade de elementos gráficos de vídeo avançados.

VMware View Soft 3D – Without a graphics card

vDGA (Virtual Dedicated Graphics Adapter)

Com o vDGA, é possível atribuir um adaptador de elementos gráficos dedicado a uma única máquina virtual. Nenhum outro usuário poderá usar essa placa de vídeo, portanto, escolha essa opção com precaução e guarde-a para aqueles momentos nos quais um desempenho dedicado faz-se necessário. O vDGA também é utilizado como passagem direta. Essa opção permite que a VM carregue e utilize o driver nativo NVIDIA. Observe também que alguns recursos, como HA, vMotion e DRS, não são compatíveis com vDGA.

VMware View vDGA (Virtual Dedicated Graphics Adapter)

vSGA (Virtual Shared Graphics Adapter)

Com o vSGA, você pode atribuir uma única placa a várias máquinas virtuais. Essa opção é mais popular, pois permite que vários usuários compartilhem as mesmas placas e oferece o melhor retorno sobre o investimento à sua organização. Diferentemente do vDGA, a VM não verá o driver NVIDIA, que é disponibilizado na camada do ESXi.

VMware View vSGA (Virtual Shared Graphics Adapter)

Atribuição do vSGA ou vDGA a uma VM

Todos os ajustes e atribuições da VMware para qualquer configuração de elemento gráfico compartilhada ocorrem nas configurações de pool do Horizon View, onde é possível selecionar o tipo de renderização 3D desejada, o tamanho do monitor, a quantidade de memória de vídeo e o protocolo que deseja usar. Quando se trata de memória, é importante saber que o tamanho máximo que pode ser definido é 512 MB por VM. Essa memória é fornecida aos usuários a partir de duas fontes. A primeira fonte vem da placa de vídeo e a segunda, da memória do servidor. Os elementos gráficos compartilhados dividem os 512 MB entre as duas fontes, para que cada uma delas forneça metade do que está sendo solicitado. É muito importante entender isso, pois você deverá considerar essa sobrecarga de memória quando fizer o design de sua solução.

VMware View Assigning vSGA/vDGA to a VM

Benefícios

A VMware oferece várias opções para atender às suas necessidades de vídeo em um ambiente virtual. Existem várias considerações que precisam ser levadas em conta durante o design e a implementação de sua solução VDI. A execução de desktops virtuais oferece muitos benefícios; a garantia de que os dados estão consolidados e protegidos no data center, e a flexibilidade para os usuários acessar seus desktops de qualquer lugar e a qualquer momento são alguns deles. Esses são benefícios excelentes que não devem ser negligenciados. Com eles, as várias necessidades de seus usuários finais serão continuamente atendidas.

Recomendo a consulta do Virtual Machine Graphics Acceleration Deployment Guide a meus clientes para que obtenham mais informações. Sugiro que você faça o mesmo, para ajudá-lo a desenhar e implementar sua solução.

Agradecemos seus comentários e suas ideias sobre como você ajudou seus usuários finais a trabalhar com eficiência com elementos gráficos de alta qualidade.

Obrigado,

Mike

 

Para obter mais informações sobre a VMware, acesse nosso site no Brasil. Você também pode nos seguir no Facebook, no Twitter, e no Youtube para receber as notícias mais recentes sobre a VMware.

Contatar o departamento de vendas aqui.

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *