escrito em

0 Comments

Em menos de uma geração, passamos de servidores bare-metal para virtualização e em seguida para containers. Com o tempo, os processos tornaram-se mais fáceis e eficientes para os usuários finais. Aprendemos a orquestrar containers com o Kubernetes e agora podemos gerenciar clusters Kubernetes – e seus requisitos de infraestrutura dos diversos provedores de nuvem, com o Cluster API.

Cluster API gerencia, de forma declarativa, o ciclo de vida dos clusters (criar, dimensionar, atualizar e excluir) Kubernetes e usa a natureza estruturada das APIs do Kubernetes para criar ferramentas agnósticas que permitem um gerenciamento consistente.

Veja essa sessão introdutória do Cluster API seguida de uma demonstração em uma infraestrutura VMware vSphere. Saiba como o como o Cluster API funciona, seu estado atual e por que é crucial para o futuro do Kubernetes.

 

 

Links comentados no vídeo: